Teoria da Literatura

Loading...

sábado, 1 de agosto de 2015

Estudando Literatura Brasileira: Homem Sapo (Literatura Brasileira AaZ)

Estudando Literatura Brasileira: Homem Sapo (Literatura Brasileira AaZ)

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Arte Poética - Aristóteles

ARTE POÉTICA - ARISTÓTELES

CAPÍTULO I Da poesia e da imitação segundo os meios, o objeto e o modo de imitação Nosso propósito é abordar a produção poética em si mesma e em seus diversos gêneros, dizer qual a função de cada um deles, e como se deve construir a fábula visando a conquista do belo poético; qual o número e natureza de suas (da fábula) diversas partes, e também abordar os demais assuntos relativos a esta produção. Seguindo a ordem natural, começaremos pelos pontos mais importantes.

Introdução à Teoria da Literatura #25 com Paul Fry, de Yale

Palestra 25 - O Fim da Teoria?; Neo-Pragmatismo

Nesta palestra,
Paul Fry comenta o influente artigo de Knapp e Michaels, "Contra a
Teoria" (Against Theory). O professor situa o contexto histórico da obra
e define aspectos-chave das orientações críticas dos teóricos,
particularmente seu neo-pragmatismo. A palestra segue com uma extensa
discussão sobre a relação entre, de um lado, intenção e significado, e
do outro, linguagem e discurso - com referências a Saussure,
desconstrução e formalismo russo. Fry examina em profundidade o uso por
Knapp e Michaels do poema de Wordsworth, "A Slumber Did My Spirit Seal",
para explorar os limites de significado e intenção. Por fim, o assunto é
encerrado usando questões sujeitas à disputa em Knapp e Michaels de que
a teoria é uma ferramenta útil e necessária nos estudos literários.

Bibliografia:
Knapp,
Steven; Michaels, Walter Benn. "Against Theory." In Against Theory:
Literary Studies and the New Pragmatism. Chicago: University of Chicago
Press Journals, 1985

Este curso, gravado no campus de Yale em
2009, é uma pesquisa sobre as principais tendências da teoria literária
no século XX. As palestras fornecem uma base para as leituras e as
explicam quando necessário, enquanto tentam desenvolver um contexto
amplo e coerente que incorpore perspectivas filosóficas e sociais nas
questões recorrentes: o que é literatura, como é produzida, como pode
ser entendida e qual é o seu propósito?

Paul H. Fry é professor
de Inglês em Yale e se especializou em Romantismo Britânico, Teoria
Literária e Literatura e as Artes Visuais. Estudou na Universidade da
Califórnia em Berkeley e em Harvard e dá aulas em Yale desde 1971.

A palestra original está disponível em http://oyc.yale.edu/english/engl-300/...

Introdução à Teoria da Literatura #26 com Paul Fry, de Yale

Palestra 26 - Reflexões; Quem não odeia teoria agora?

Nesta
palestra final sobre teoria literária, Paul Fry revisita a relação entre
linguagem e discurso, linguagem e intenção, e linguagem e comunicação.
No curso desta discussão, ele define retrospectivamente a teoria como
meio de estabelecer até onde é legítimo suspeitar da comunicação. No
processo, o professor se reconecta com a Nova Crítica, Jakobson,
Bakhtin, Saussure, De Man, Fish, Knapp e Michaels. Por meio de uma
análise de epitáfios e uma última visita a "Tony the Tow Truck", ele
sublinha o papel central da linguagem na variedade das teorias
literárias apresentadas no curso.

Este curso, gravado no campus
de Yale em 2009, é uma pesquisa sobre as principais tendências da teoria
literária no século XX. As palestras fornecem uma base para as leituras
e as explicam quando necessário, enquanto tentam desenvolver um
contexto amplo e coerente que incorpore perspectivas filosóficas e
sociais nas questões recorrentes: o que é literatura, como é produzida,
como pode ser entendida e qual é o seu propósito?

Paul H. Fry é
professor de Inglês em Yale e se especializou em Romantismo Britânico,
Teoria Literária e Literatura e as Artes Visuais. Estudou na
Universidade da Califórnia em Berkeley e em Harvard e dá aulas em Yale
desde 1971.

A palestra original está disponível em http://oyc.yale.edu/english/engl-300/...